4 de agosto de 2010

Anulando - Adição e subtração entre números inteiros

Olá =]]]


- Quem nunca ouviu falar do famoso jogo de cartas 21 ?!
Para quem não se lembra 21, também conhecido como Blackjack, é um jogo de cartas em que o objetivo é ter mais pontos do que o adversário, mas sem ultrapassar os 21 (caso em que se perde).
É um jogo bem divertido. Com regras bastante simples, podendo ser jogado de maneira rápido.

Sotero, para que falar de 21 em um blog de Matemática?


Aí tá a graça, pegar um jogo comum, e transformar em um jogo com conteúdo matemático. Mesmo o jogo original, contendo bastante Matemática.
Agora falando sobre Números Inteiros. Aqueles números negativos lembram?
Explicam isso para um aluno de sexta série é um pouco complicado. Pode parecer um conteúdo simples. Mas nada é simples para quem está começando a aprender.
Andar é simples, mas era simples quando tínhamos 1 ano de idade?
Operações como 1 - 4 pode ser muito complicada. Sempre surge uma pergunta:


- Professor como tirar 1 de - 4? Dá 0?


Aí entra um jogo, uma atividade bem simples e que pode dar certo.
Apresentarei o jogo a seguir:


 ANULANDO

Objetivos: que o aluno seja capaz de:
- resolver adições e subtrações entre números inteiros;
- desenvolver a capacidade de fazer cálculos mentais;
- reconhecer números opostos ou simétricos.


Pré requisitos:
- Adição e subtração de números inteiros;
- Números inteiros opostos e simétricos;

Número de jogadores:
2 jogadores seria o ideal;


Materiais:
- 21 cartas de baralho, confeccionadas de tal forma que contenha todos os números inteiros de - 10 até + 10.

Modo de jogar:
Cada jogador recebe 4 cartas, devendo o restante das cartas ficam em um monte virado para baixo.
O primeiro jogador compra uma carta do monte e descarta uma.
O seguinte poderá pegar a carta da mesa ou comprar no monte, descartando, logo em seguida, uma de suas cartas.
O jogo continua dessa forma até que um jogador consiga, fazendo o somatório de suas 4 cartas, encontrar zero.
Quando o monte termina as cartas da mesa são embaralhadas formando um novo monte.


Exemplo de cartas:








Nota 1: Referência: LARA, I. C. M. Jogando com a matemática de 5ª a 8ª série. São Paulo: Editora Rêspel, 2003.
Nota 2: Sotero, não tenho tempo para preparar jogos. Fiz esse modelo em 10 minutos...
Nota 3: Como já disse, o jogo pode ser reformulado. Use a imaginação.

Té mais o///

4 Comentários :

Vinícius Paulo disse...

legal o blog
vlw

Karen disse...

Nussa... gostei, viu!? Sou professora, e sempre penso em fazer algo com relação a minha matéria, mas há tantos na net, que fico desanimada. rs

O Marquês de Pindorama disse...

rapaz... é isso mesmo...
j'adore matematique...
que bom que gostou do nosso blogue... assim gostamos também do vosso blogue...
e como artista, o que mais me fascina é a proximidade da matemática com a arte... desde simetria à mistura de cores...
mas o que mais me fascina na matemática é algo que nem os matemáticos têm muita noção... que é a teoria dos fractais e um pouco da teoria do caos- efeito borboleta... vi cada equação...rsrs perturbador... até

Francorebel disse...

Nossa, eu nem lembrava mais da existência desse jogo... eu jogava quando era pequeno... o tempo passa e tanta coisa fica pra trás... gostei de ter lembrado disso. Aplausos pra ti!

F.

Postar um comentário